20 de junho de 2016

Aviação Civil, que mercado é esse?

Sem duvida alguma fascinante!
Em 1906 o brasileiro Alberto Santos Dumont decolou pela primeira vez com o 14 Bis, feito que além de entrar para a história, conquistou nosso coração e nos encheu de orgulho.
De lá pra cá muita coisa mudou, mas o orgulho de termos uma grande aviação permanece, afinal contamos com grandes empresas como a Embraer, por exemplo, a terceira maior empresa de construção de aeronaves do mundo, onde são produzidas aeronaves fantásticas, comercializadas para o mundo todo, ou ainda com uma extraordinária Esquadrilha da Fumaça que mexe com o coração de todo brasileiro ou estrangeiro quando assiste sua apresentação.

Nosso orgulho aumenta ainda mais quando tomamos conhecimento do mercado gigante da qual nossa aviação faz parte. Números extremamente positivos, principalmente para quem pretende ingressar na carreira.
O Brasil ocupa o 3º maior mercado de aviação doméstica do mundo, número 3 vezes maior do que há dez anos. Evidentemente que a oferta de empregos no setor também aumentou, na verdade quase duplicou, e o Brasil já alcança a 5ª colocação no ranking mundial de postos de trabalho nesse setor, com 3,1 milhões de empregos diretos e cerca de 8,5 milhões entre diretos, indiretos e induzidos, segundo o Portal Brasil de 22/4/2015.

Os números são realmente impressionantes, de acordo com a ABAG – Associação Brasileira de Aviação Geral, o Brasil possui a segunda maior frota de aviação geral do mundo, com 12.505 aviões e 1.325 helicópteros. Nesse segmento encontra-se o mercado de aviação executiva com aproximadamente 1650 aeronaves, sendo 650 helicópteros, 350 jatos e 650 turboélices.
Na cidade de São Paulo o crescimento da frota de helicóptero dos últimos dez anos cresceu 58,6%, um ritmo três vezes maior do que a frota de aeronaves geral que aumentou 18,7%. Dos 1325 helicópteros civis em todo o Brasil, 541 encontram-se no Estado de São Paulo. A cidade de São Paulo possui a maior frota de helicópteros urbanos do mundo, frente de grandes metrópoles como Tóquio e Nova Iorque. Atualmente é a única cidade do mundo que possui um controle de tráfego aéreo exclusivo para helicópteros.
Com números tão grandiosos a escolha ingressar nessa carreira pode ser muito assertiva. De olho nesse mercado, dezenas de instituições oferecem cursos para todas as áreas e bolsos. Atualmente cresceu muito a procura por cursos superiores em Aviação Civil e Ciências Aeronáuticas. Em todo o país são mais de 20 instituições de ensino superior que promovem esses cursos, que possibilitam ao aluno, depois de formado, atuarem nas mais diversas áreas ligadas a aviação civil.
Mas afinal pra que serve um curso de Aviação Civil ou mesmo Ciências Aeronáuticas? Forma que tipo de profissional? Somente quem quer ser piloto faz esse tipo de curso? No próximo post vamos falar um pouco mais sobre os cursos oferecidos bem como as áreas de atuação. Aguardem.

Nenhum comentário: