9 de setembro de 2016

Como tirar o melhor proveito do curso universitário



Já estamos em setembro e ainda tem gente comemorando o ingresso na faculdade. Outros ainda estão em ritmo de férias. É meus amigos o tempo voa e, quando menos se espera, ele chega: o fim do semestre.
E quando chegamos ao fim do semestre perceberemos que deveríamos ter feito diferente, estudado mais, organizado melhor as matérias, feito um resumo, não é mesmo? Isso certamente já aconteceu para você. Ai é um desespero só, um “corre corre” danado e a gente jura que da próxima vez será diferente, mas quando a próxima vez chega nem sempre fazemos o que deveríamos, por quê?
Algumas pessoas chamam de procrastinação, outros podem achar que é falta de foco, desorganização, ou até irresponsabilidade, diriam alguns pais com o triste resultado do semestre.
O que de fato precisamos é aprender a aprender, já ouviu isso antes?
Esse artigo não tem pretensão de ensiná-lo técnicas supermega eficientes, que poderão dar uma guinada na sua vida estudantil. O que me proponho é mostrar que pequenas atitudes podem fazer a grande diferença no final do semestre. Vamos lá?




Material didático
Acredito que a essa altura você já tenha adquirido todo o material que o professor solicitou, livros, cadernos, réguas de cálculo, etc. Se ainda não o fez providencie imediatamente, a falta do material adequado pode te custar o semestre. Acredite, tem alunos que compram o livro nas últimas semanas de aula.

Adquira materiais didáticos para aviação em nossa loja.

Organização é tudo!
São muitas matérias, professores, compromissos, trabalhos, provas, enfim, o fato é que se você não se organizar certamente irá perder alguns prazos e isso pode lhe causar muitos problemas.
Vamos começar a trabalhar e organizar tudo:

No computador:
Minha sugestão é fazer uma pasta no seu computador com o nome do semestre, exemplo:  “1º semestre”, crie também subpastas com o nome da matéria, exemplo: “Regulamento “. Dentro de cada matéria você também poderá criar mais divisões: “aulas”, “trabalhos” “artigos”, etc. Lembre-se a ideia é que você ache facilmente o que precisar.
Baixe todas as aulas, textos, exercícios, etc., que seu professor postar, colocando nas respectivas pastas das matérias previamente criadas.




No celular:

Faça também uma agenda, hoje existem vários aplicativos para celular, alguns gratuitos inclusive, que você poderá colocar seus compromissos acadêmicos, inclusive com alarmes para que você não perca nada. Alguns têm a possibilidade de avisar dias antes do evento. A dica é usar esses recursos todos, mas o mais importante é estar sempre alimentando a agenda e claro, verificando os compromissos.



Agora que está tudo organizado, que você dispõe do material em mãos vamos a algumas dicas importantes para você tirar o melhor proveito do seu curso:

Faltou em alguma aula? Procure não faltar às aulas, principalmente as que você tem mais dificuldades. Lembre-se que a matéria é sequencial, e que quando você perde uma aula a sequência pode ficar comprometida e você poderá ter dificuldade em entender o todo. Mas se faltar for inevitável não se esqueça de perguntar para os colegas de classe o que aconteceu, se o professor passou algum trabalho, ou material de leitura. Fazer cara de ué, ou usar a velha desculpa que “faltei na aula que o senhor passou isso” não cola e não dá nota, isso é coisa de ensino fundamental, vamos combinar?

Esteja sempre presente nas aulas – de corpo e alma – cuidado com conversas e com distrações como celular, por exemplo. Estar presente na aula, prestando atenção no professor e na matéria fará você economizar um enorme tempo durante seu estudo, acredite!



Foque na matéria que você tem mais dificuldade. É muito comum deixarmos de lado aquilo que não entendemos direito, achamos até que “não gostamos” daquela matéria. Isso porque nosso cérebro usa a lei do mínimo esforço para não gastarmos energia. Minha dica é: leia e releia o material, peça ajuda para colegas e professores, a partir do momento que você entender melhor essa matéria você passará a gostar mais dela, tenho certeza. Mas atenção: não deixe para última hora, peça ajuda imediatamente.

Use e abuse dos mapas mentais. O ideal é que ao final de cada aula, ou de cada assunto importante você faça um mapa mental. Tem ótimos livros no mercado e artigos disponíveis na internet que ensinam a fazer um mapa mental, mas um jeito fácil de fazer é entender alguns detalhes:

  • Não existe mapa mental certo ou errado;
  • Não copie do colega, cada pessoa deve fazer o seu mapa mental;
  • Ele deve contemplar tudo o que é importante na matéria, como nomes por exemplo;
  • O mais importante é que quando você olhar para seu mapa ele mostre as palavras chaves que façam você lembrar todo o conteúdo daquele assunto facilmente;

Os primeiros mapas que fizer vão levar algum tempo, mas com a prática você ficará craque e desfrutara dos benefícios de fazer rapidamente e quando precisar lembrar a matéria para estudar será muito fácil.
Eu confesso que sou muito fã de mapas mentais e pesquisando sobre como aprender melhor eu li que os neurocientistas Richard Mayer e Roxanne Moreno, fazendo pesquisas sobre as formas de aprendizagem, descobriram que a retenção é melhorada através de palavras e imagens, em vez de palavras sozinhas, e que os alunos aprendem melhor quando palavras e imagens correspondentes são apresentadas próximas umas das outras. Isso reforçou ainda mais minha motivação para fazer mapas metais.


Resumo e Resenha: Algumas pessoas preferem do que mapa mental. Se esse é seu caso use e abuse. Quanto mais você fizer mais a matéria ficará infundia em você.

Pesquise o tema que está sendo discutido em aula, mas tome muito cuidado onde fizer sua pesquisa, procure sempre sites confiáveis. Peça ajuda para seu professor.

Recursos visuais: Algumas pessoas defendem a tese de que o aprendizado ocorre mais facilmente com recursos visuais, quando o aluno “vê” a matéria ele entende melhor. Por isso preste bastante atenção aos recursos visuais usados em aula, não se preocupe tanto com definições, mas com as ideias que está tentando passar.

Ouça, ouça e ouça: Alguns alunos acham perda de tempo dar atenção ao professor quando ele fala livremente, quando ele não está pautado por um slide ou um livro na mão. Em geral, quando ele usa desse recurso, falar livremente, ele está passando uma ideia, aproveite a experiência dele, crie uma imagem mental daquele assunto.

Capriche nos trabalhos: são divertidos de fazer, pelo menos para mim, e é um aprendizado muito gostoso. Ao fazer trabalho em grupo observe:

  • Se inteire de cada etapa, mesmo aquela que não é “sua parte”, professor nenhum tolera ouvir “essa não era minha parte”, “meus amigos não fizeram a parte dele”. Quando coisas desse tipo acontecem o grupo inteiro é penalizado, inclusive você.
  • Nunca deixe para a última hora – revise sempre, certifique-se que ele ficará pronto um dia antes do dia da entrega, assim se tiver algum ajuste você ainda terá tempo de fazê-lo.

Procure ajudar seus amigos que estão em dificuldade, ensinar é a melhor forma de aprender.

Faça os exercícios, mesmo aquele que não valem nota, principalmente nas matérias de cálculo os exercícios são compulsórios, ou seja, tem que fazer mesmo. A prática vai ajudá-lo a se sair bem na prova, na sua vida acadêmica, e na sua futura profissão. Se tiver alguma dificuldade não desista de fazer, peça ajuda.

Administre seu tempo. Realmente é muita coisa para fazer, ler, estudar, fazer resumo, resenha, exercícios, etc., se você não administrar corretamente seu tempo certamente irá se perder. Se você trabalha e estuda a atenção com o tempo deve ser redobrada. Aproveite cada minuto, otimize seu tempo, preste atenção as aulas, não falte, faça o que precisa ser feito e lembre-se, quem faz o mínimo tem que se contentar com o mínimo na nota.

Nenhum comentário: