31 de outubro de 2016

Acidente com Fokker 100 da TAM completa 20 anos

























Um dos acidentes mais marcantes para a empresa TAM, completa hoje (31), 20 anos. O voo 402, que decolou às 8h26 do dia 31 de outubro de 1996 do Aeroporto de Congonhas, que tinha como destino o Rio de Janeiro, caiu 24 segundos após a decolagem. Faleceram 99 pessoas que estavam abordo do avião e mais três pessoas em terra.

Segundo o CENIPA (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), o acidente foi provocado por uma falha em um dos reversores do Fokker 100, que abriu durante a decolagem.


O Reversor do motor direito provocou o recuo da manete, pois os sistemas da aeronave induziram que o piloto queria abortar a decolagem. Sinais sonoros e visuais que alertariam para o problema não se manifestaram e não permitiram a rápida visualização dos pilotos.


O co-piloto iniciou uma batalha contra os sistemas da aeronave, avançou a manete, mas a mesma recuou, nessa briga, as hastes que ligam sistemas do motor, se romperam.


O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou a Northrop Grumman Corporation, fabricante do reverso do Fokker 100 da TAM a indenizar famílias e vitimas do acidente aéreo. O valor da indenização por danos morais foi de 333 salários mínimos.

www.eaereo.com.br































Nenhum comentário: