16 de novembro de 2016

POLTRONAS NA VERTICAL, MESINHAS FECHADAS E JANELAS ABERTAS; ENTENDA




Creio que grande parte das pessoas que já viajaram de avião está lendo esta matéria e com certeza tem a dúvida que todos os passageiros têm.


Por que as comissárias pedem para que as poltronas estejam na vertical, as mesinhas fechadas e travadas e janelas abertas, tudo isso na decolagem e pouso?

Bom, tudo isso é para o chamado Safety, ou Segurança. Começaremos pelas poltronas na posição vertical. Vejamos em uma situação de emergência, por exemplo, uma aeronave com 180 passageiros, por algum motivo na decolagem ocorre um erro e toda aeronave precisa ser evacuada. Já imaginou como seria difícil 180 pessoas correndo por um ambiente apertado? E com poltronas inclinadas, a dificuldade do passageiro da janela seria maior, pois a poltrona da frente diminui o espaço para sua saída.


E as mesinhas? Por que devem estar fechadas e travadas? A mesma situação da poltrona, imagine uma mesinha de mais ou menos 30cm aberta na sua frente, como dificultaria a passagem para que você pudesse sair do seu assento em uma situação de emergência!?


E por que todas as janelas devem ficar abertas durante pousos e decolagens? Bem, essa é fácil, já saiu de um quarto escuro para um ambiente mais claro ou vice-versa? Existe uma demora de alguns segundos até seu olho se adaptar ao novo tipo de luminosidade, digamos que você fique “cego” por alguns segundos. Imagine um pouso noturno, com as luzes da cabine acesas e as janelas fechadas, essa aeronave também sofre uma emergência e precisa ser evacuado, após os comissários abrirem as portas, o seu olho estaria adaptado a claridade das luzes e não a escuridão do exterior e assim você não estaria completamente enxergando e poderia causar um acidente durante sua saída da aeronave. Também servem para que os comissários saibam por qual lado seja mais seguro realizar a evacuação dos passageiros.


Mais curiosidades com essa você encontra aqui, na Editora Espaço Aéreo.

Têm uma dúvida relacionada a aviação? Deixe nos comentários.

www.eaereo.com.br

Nenhum comentário: