18 de agosto de 2017

Os perigos da esteira de turbulência

Esteira de turbulência, a primeira vez que ouvi isso durante minhas aulas de piloto não tive a menor ideia do que poderia ser. Acredito que muitos também nunca ouviram, já ouviram e desconhecem ou ouviram e conhecem muito pouco as regras.
Esteira de turbulência nada mais são do que os vórtices gerados pelos motores aeronáuticos, os danos para uma aeronave que enfrentar este tipo de turbulência podem ser catastróficos. Recentemente, um A380 da Emirates se cruzou em pleno voo de cruzeiro com um Challenger 604. O Challenger deu perda total devido aos danos causados pelo efeito, também sofreu uma absurda perda de altitude, mas conseguiu pousar em segurança.

Existem três efeitos básicos da esteira de turbulência são eles: o balanço violento, a perda de altura e esforços estruturais. Durante a decolagem e pouso, a aeronave deve manter certa distância da aeronave que acabou de decolar ou pousar.

Toda aeronave tem uma categoria de esteira para indicar quão violenta é o efeito.

HEAVY (H)
 - todos os tipos de aeronaves de peso máximo de decolagem de 136.000 kg (300.000 libras) ou mais;

MEDIUM (M)
 - tipos de aeronaves de peso máximo de decolagem inferior a 136.000 kg (300.000 libras) e superior a 7000Kg ( 15.500 libras);

LIGHT  (L)
 - tipos de aeronaves de peso máximo de decolagem de 7000 kg (15.500 libras) ou menos.

E para que você não entre em uma esteira de turbulência, deverá manter certa distância da aeronave a frente.

Durante o pouso:
  • Medium atrás de Heavy 2 minutos 
  • Light atrás de Heavy 3 minutos 
  • Light atrás de Medium 3 minutos 
  • Medium atrás de A380 3 minutos
  • Light atrás de A380 4 minutos


OBS: A380 seria uma categoria de esteira maior que a Heavy, conhecida como SUPER.

Durante a decolagem
  • Medium atrás de Heavy 2 minutos
  • Light atrás de Heavy 2 minutos
  • Light atrás de Medium 2 minutos 
  • Medium atrás de A380 3 minutos 
  • Light atrás de A380 3 minutos
Fly Safe!

Nenhum comentário: