11 de junho de 2019

Você toparia passar a noite com um desconhecido a bordo de um voo internacional?



Você toparia passar a noite com um desconhecido a bordo de um voo internacional?



Ele convidou uma passageira desconhecida para jantar, assistir um filme e passar a noite com ele, a bordo de um voo internacional. Ela topou.

Para comemorar o dia dos namorados resolvemos contar histórias reais de romances que nasceram por causa do charmoso mundo da aviação.

Você já imaginou encontrar o homem ou a mulher de sua vida numa viagem de férias, dentro de um voo superlotado? Já imaginou casar-se com essa mesma pessoa, ser feliz, ter 2 filhos e passar os próximos 30 anos ao lado dela? Será possível?

Hoje vamos conhecer a história do simpático casal Adriana e Marcelo Crocker. Bora viajar nesse romance lindo?


A paulistana Adriana Crocker resolveu ir passear nos Estados Unido na alta temporada, em pleno mês de julho, mas teve muitas dificuldades em conseguir um voo. Depois de muitas tentativas frustradas desistiu. Desfez as malas e resignou: não era pra ser.

Mas o amor tinha outros planos....

Num belo dia de julho lá estava Adriana trabalhando normalmente quando a agência de viagens ligou dizendo que a cia aérea tinha colocado um voo extra para aquele dia. Ela não pensou duas vezes, correu, fez as malas, comprou dólares e chegou esbaforida para o embarque.

Sentou-se no corredor e percebeu que o avião estava bem vazio, faria uma conexão no Rio de Janeiro onde só então embarcaria para os Estados Unidos. Na poltrona ao lado estava Marcelo, ele confessou que seu coração chegou a bater mais forte quando viu aquela linda jovem e chegou mesmo a disparar quando a comissária fechou a porta do avião e ele constatou que ela viajava sozinha!

Marcelo pensou: “tenho 10 segundos para falar algo inteligente e puxar um papo com ela”. Ele então disse:” Um voo vazio assim é uma delícia, será que o voo internacional estará assim vazio”? Ela sorriu, respondeu e assim começaram a conversar.

No aeroporto do Rio Adriana conta que Marcelo grudou nela, fez companhia, ajudou com as malas, a acompanhou no café e até na livraria onde comprou palavras cruzadas para passar o tempo durante o voo.

Mas, já no voo internacional, Adriana sentou-se no fundo da aeronave ao lado de uma família, muito distante de Marcelo que se sentou na frente da aeronave. E assim começou a viajem internacional, ela com destino a São Francisco, ele com destino a Miami, ambos no mesmo voo.

Marcelo não se conformava com a distância, nem se quer conseguia avistá-la dentro da aeronave, ele olhava para trás minuto a minuto. O passageiro que estava ao seu lado, um carioca “sangue bom” perguntou se ele estava acompanhado. Marcelo contou que gostaria de estar, mas sua paquera estava longe. O seu companheiro de viagem propôs um acordo: “Se você arrumar um outro lugar para mim eu cedo meu assento tranquilamente”.  Marcelo conseguiu esse lugar.

Encontrou Adriana e fez um convite ousado, ali, com toda aquela família olhando e prestando atenção no moço: “Vim te convidar para jantar, assistir um filme e passar na noite comigo”. Adriana corou, mas achou divertido e topou.

A viagem foi super agradável, conversaram, riram, nem perceberam o tempo passar. Quando chegaram a Miami Marcelo desembarcou e foi encontrar com sua família que faria um tour pelos Estados Unidos, inclusive passando por São Francisco, onde Adriana estaria. Marcelo pegou o telefone do lugar onde Adriana estaria hospedada, para quem sabe, passar o dia juntos em São Francisco. Adriana confessa que não imaginou que pudessem se encontrar novamente. Mas Marcelo tinha outros planos.

No dia em que chegou com a família em São Francisco ligou para a moça, caiu em uma secretária eletrônica. Ele perdeu a fala, não sabia como poderia deixar um recado para a jovem, além da decepção de não poder revê-la. Ele usou sua criatividade e entrou numa loja de cartões a procura de um bem especial para impressionar Adriana. Achou um cartão que era com motivo de palavras cruzadas, ele pensou: “é esse”.

Quando chegou em casa Adriana foi surpreendida com um recado na secretária, uma loja informou que tinha um presente especial para ela e estava disponível para que fosse retirado. Adriana e seus amigos seguiram para a loja e resgataram o cartão que dizia: “pessoa bacana, inteligente, divertida com três letras? Ao abrir tinha a palavra YOU. No recadinho que Marcelo escreveu ele lamentava o desencontro, mas deixou claro que queria vê-la no Brasil, assim que ambos retornassem. Claro que ela amou

Já no Brasil, no final de agosto, quando chegou em casa, após um dia de trabalho, recebeu um recadinho de Marcelo, que a convidou para um jantar. Ela topou, rolou o primeiro beijo, marcaram outro encontro e em dezembro resolveram morar juntos, menos de 6 meses depois do primeiro encontro lá no avião.

Escolheram a data divertida de 1 de abril para oficializar a união perante os familiares, e 3 anos mais tarde, dia 3 de abril, foi oficializado o casamento no cartório. E lá se vão 30 anos! Construíram uma linda família com seus dois filhos.




Não é só a Adriana e Marcelo que tem orgulho em contar sua história. Adriana conta que essa mesma história já foi contada também com muito carinho por seus filhos, na escola, em trabalhos escolares e para amigos, ela justifica: “histórias de avião sempre encantam, avião é sempre especial”.

Gostou dessa história?

Você já viveu uma história de amor?

Onde começou?

Gostaria muito de conhecer sua história.

Mande ou comente esse post.

Amanhã será postado outra história incrível que começou nas nuvens.

Não perca.

Edna Soares
Master Coach
Especialista em aviação


Nenhum comentário: