TOP 3 da semana!!

5 de julho de 2019

QUANTO GANHA UM PILOTO DE HELICÓPTERO?


É mesmo fascinante sobrevoar uma cidade de helicóptero. Eu já tive essa incrível experiencia e recomendo a todos. Mas muito além de ser passageiro em um voo panorâmico, existem pessoas que sonham pilotar esse tipo de aeronave.

Ficam fascinados em ouvir o som das hélices e do motor, olham fixamente acompanhando com os olhos seu deslocamento pelos céus.

É uma carreira que requer um investimento considerável e muitos se perguntam: Quanto ganha um piloto de helicóptero?

Nesse post vamos falar a respeito dos salários e formas de atuação do piloto de helicóptero.

A resposta para a pergunta: Quanto ganha um piloto de helicóptero? Depende de uma série de fatores como experiência, o tipo de helicóptero a ser pilotado, o tipo de empregador, tipos de serviços a ser prestado e por isso há uma enorme variação de salários.

O tipo de helicóptero é sempre um grande diferencial e um denominador comum na composição do salário para todas as categorias, ou seja, quanto maior e mais completo for a aeronave, mais exige especialização do piloto e maior é o salário.

Assim como os pilotos de avião, e para simplificar a resposta, vou dividir por categorias, são elas:
1. Pilotos Militares
2. Pilotos Civis

1        1. Pilotos Militares
Os pilotos militares prestam concurso público e são treinados pela Força Aérea, pela Marinha, pelo Exército e pela Polícia Militar das Forças Auxiliares de cada estado.
Nesse caso o investimento pela formação é todo do Estado Brasileiro ou os estados.
O salário de um piloto militar depende muito do posto em que se encontra (da patente) e pode variar entre:
R$ 7.000,00 a 15.000,00

2         2. Pilotos Civis
O piloto civil é formado com recursos próprios e preparado para operar em diversos locais com variação salarial entre elas.
Sob o risco de parecer muito genérica, vou fazer uma divisão com o objetivo de simplificar dividindo o Piloto Civil em apenas três categorias:

a)    Piloto de transporte aéreo público não regular (Taxi Aéreo) 
b)    Piloto da Aviação Geral (piloto executivo, piloto agrícola e serviços especializados)

a)    Piloto de transporte aéreo público não regular (Taxi Aéreo)  


Piloto de Taxi Aéreo
É um piloto contratado por uma empresa que presta serviços de transporte aéreo de passageiro não regular, ou seja, não é uma linha com datas e horários fixados.

Normalmente a remuneração é composta por um salário base mais um valor por quantidade de horas voadas. A quantidade de horas acumuladas do piloto também conta na hora dessa composição salarial.

Um piloto em início de carreira, com 500 horas de voo, ganha inicialmente:
R$ 3.000,00

Um piloto com maior quantidade de horas de voo
R$ 12.000,00 a 20.000,00


Piloto de Táxi Aéreo (offshore)

São pilotos que transportam pessoas para plataformas marítimas e dessas plataformas para o continente. Eles são funcionários de empresas que prestam serviços para empresas de petróleo, como por exemplo, Petrobras.
                        
Esse tipo de transporte tem características peculiares, afinal o pouso e decolagem em plataformas marítimas estão sujeitos a movimentação de ondas e mar, os espaços são restritos e exigem do piloto muita experiência e um rigoroso treinamento, sem esquecer é claro dos diversos procedimentos de segurança.

Por tudo isso esse piloto tem um salário diferenciado em relação dos seus colegas do setor de táxi aéreo.

Um copiloto desse tipo de transporte ganha em média R$ 12.000,00.

O comandante de helicóptero que faz offshore ganha acima de R$ 25.000,00 quando pilota uma aeronave de grande porte, tipo Super Puma 225 e S-92.

a)    Piloto da Aviação Geral (piloto executivo, piloto agrícola e serviços especializados)

Piloto para Reportagens Aéreas
As empresas de comunicação utilizam esse serviço para capturar e registrar acontecimentos importantes em foto, filmagem, vídeos e som, para re-transmitir ao seu público.
A remuneração pode variar entre R$ 7.000,00 a R$ 15.000,00
Existe uma série de atividade que pode ser exercida por piloto de helicóptero nessa categoria, tais como:
·         Transporte aeromédico
·         Combate a incêndio (civil e militar)
·         Combate a Ilícitos Ambientais – detecção e monitoramento
·         Inspeção de oleodutos
·         Inspeção de linhas de transmissão

Todas essas atividades são remuneradas levando em consideração:
·         A experiência do piloto que pode ser “medida” em horas de voo
·         Tipo de helicóptero a ser pilotado,
·         Tipo de empregador,
·         Tipos de serviços a ser prestado e a complexidade do mesmo

Com esses salários você acredita que é um bom negócio investir nessa carreira?

Ou você, como eu, acredita que quando pensamos em escolher uma profissão, levamos em conta muito mais a vocação e paixão do que o investimento propriamente dito?

Conte para mim o que você pensa sobre isso, vou adorar saber sua opinião.

Nos vemos no próximo post.


Até lá




Nenhum comentário: